Seguidores

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

UM PRESENTE PARA CARLITOS

Era uma vez um menino bem pobrezinho.
O nome dele era Carlos. Mas... todos o chamavam de Carlitos.
Seus pais moravam em uma casinha alugada, num sítio bem próximo a cidade.
Seu Tonico, era o papai de Carlitos. Ele trabalhava em uma marcenaria, construindo mesas, cadeiras, armários.
Ele amava muito o seu filho Carlitos e ficava muito triste por não poder lhe dar belos presentes.
O natal estava chegando... e mais uma vez, o pequeno salário do sr. Tonico estava reservado para pagar o aluguel da casa e pagar os alimentos que comprara fiado no armazém do sr. Joaquim.
Seu Tonico estava muito triste por não poder comprar um presente para o filho. E enquanto caminhava naquela tarde quente até sua casa, teve uma linda idéia.
Ele decidiu fazer um pião com as sobras das madeiras da marcenaria onde trabalhava e que eram jogadas fora.
Assim... por vários dias, após terminar o seu serviço, ele continuava na marcenaria fazendo o pião com muito amor e carinho.
E assim que concluiu o serviço, olhou para o piãozinho e ficou muito feliz.
Até que ele era bem bonitinho.
Na véspera do Natal, ele colocou o pião no armário da cozinha e pediu que Carlitos fosse até lá, pegar um copo com água...
Como Carlitos era um garotinho muito obediente, logo foi ao armário da cozinha para pegar um copo e enche-lo com água.
Ao chegar perto do armário, logo avistou um lindo pião.
Tão lindo que Carlitos nem conseguiu lembrar do copo d'água para o papai.
O pai que estava vendo tudo, sorriu feliz. E Carlitos ficou mais feliz ainda, pois esse foi o seu primeiro presente de natal.
Agora... aonde Carlitos ia, levava o pião. Até colocou o nome nele de Frederico.
E até que o Frederico era bonitinho. Ele tinha listras azuis, verdes, amarelas e vermelhas. Seu rostinho era alegre e tinha um dente só... Era bem engraçadinho também.
E Carlitos gostou muito, muito, muito do presente do seu pai.
E assim Carlitos e Frederico tornaram amigos inseparáveis. Na escola, ele ficava guardado no meio dos cadernos. Na hora do recreio, ele comia a merenda rapidamente para brincar com o seu pião. Na hora de dormir, ele colocava Frederico ao lado do travesseiro para que quando acordasse pela manhã pudesse brincar com seu amiguinho pião.
Um dia, Carlitos precisou de mudar de casa. E assim começou a mudança, Carlitos com medo de perder o Frederico, colocou-o dentro do armário da cozinha.
A carroça, puxada a cavalos fez a mudança dos moveis. E num determinado momento, algo terrível aconteceu... Já estava chegando perto da nova casinha, quando a carroça bateu a roda em uma pedra, a porta de um dos armários se abriu e Frederico saiu rolando pelo caminho. E lá ficou Frederico... em meio as folhas e madeiras, no meio do caminho.
E ninguém nem percebeu...
Após descarregarem os poucos móveis de seu Tonico, Carlitos estava impaciente pois queria brincar logo com o pião. Mas ao procurá-lo... não encontrou. Procurou, procurou, procurou e nada.
Carlitos ficou muito triste e chorou, chorou, chorou...
Sua mamãe ficou muito triste por ver seu filhinho chorando. Tentou achar o pião, mas foi inútil.
Decidiu então fazer um bolo de fubá, o predileto de Carlitos. Começou a preparar a massa, só que não tinha lenha no fogão. Eles eram muito pobres, por isso, o fogão deles não era à gás, mas sim a lenha. Daí... pediu para que Carlitos fosse buscar um pouco de lenha nas redondezas...
Como Carlinhos era obediente, logo foi procurar a lenha, mas estava tão triste e chorando que nem percebeu direito o que estava fazendo. Foi catando uns gravetos daqui, outros ali e nem prestou atenção que junto com os gravetos e folhas secas estava o seu pião.
Ao chegar em casa, colocou os gravetos no fogão e sua mãe, acendeu o fogo.
Carlitos tão triste, olhou para a pequenina chama e para a sua surpresa... o que ele viu?
Frederico.
Carlitos não pensou duas vezes, voou até aonde estava Frederico e tirou-o o fogo rapidamente, antes que queimasse o seu amiguinho.
A mãozinha de Carlitos ficou meio chamuscada... A mamãe ralhou com ele, porque crianças nunca devem mexer com fogo...
Mas... Carlitos mesmo com as mãos machucadas conseguiu salvar o seu amigo Frederico. Sabe por que? Ele não desprezou o presente que seu pai lhe deu. Esse presente era muito precioso.
Isso me faz lembrar um presente muito precioso que Papai do céu nos deu. Esse presente chama-se Jesus Cristo. Nunca despreze esse presente precioso. Ame Jesus Cristo e o tenha como seu melhor amigo, porque Ele deu sua vida para nos salvar...
                              
                                          Autor desconhecido





                              

3 comentários:

Blog Cruz Vazia disse...

boa noite

Passei aqui para lhe comunicar que alterei a seção de parceiros do meu blog. Além da habitual página, agora os blogs que mais renderem visitas, terão seus banners na seção Top Posts, que fica na barra direita do do Blog Cruz Vazia ( http://www.blogcruzvazia.com.br ).

Abraços de seu irmão em Cristo,

Danilo Zanon

Evaldo Lima disse...

Bom dia minha querida, mas uma vez quero parabeniza-lo pelo excelente trabalho, boas festas! feliz natal e prospero ano novo. Abraços.

Lucimar da Silva Moreira disse...

Linda história amei, beijos.